Cultivando nossa experiência de leitores: resenhas bibliográficas

Marta Regina de Leão D'Agord
2020 Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental  
Algumas descontinuaram, outras foram renomeadas. A seção Resenhas da RLPF está ativa desde o primeiro número, mas passou por modificações em seu formato e nomeação. A experiência de leitura das primeiras resenhas publicadas pela RLPF é comparável à abertura de uma cápsula do tempo. Convido o leitor a me acompanhar. Já no segundo número da RLPF, a seção Resenhas foi desdobrada em duas seções, Resenhas de Livros e Resenhas de Artigos. Essa última, então editada por Mario Eduardo Costa Pereira,
more » ... o Costa Pereira, cumpria a missão de manter o leitor da revista atualizado com as pesquisas internacionais na área da psicopatologia. Essa proposta estava patente já no primeiro artigo resenhado: um relato de pesquisa publicado naquele mesmo ano no American Journal of Psychiatry. O autor do artigo era ninguém menos que Eric Kandel, cientista com familiaridade com a psicanálise praticada nos Estados Unidos e que viria a ser premiado com o Nobel dois anos depois, pelas suas pesquisas na área da memória. Essa seção primava por divulgar o teor das publicações recentes, acessíveis apenas em língua inglesa e que na época ainda não estavam disponíveis na internet, tais em espanhol e língua portuguesa também foram resenhados: entre os quais Acheronta, Revista de Psicologia da PUC-Rio e Revista de Psiquiatria Clínica. A seção Resenha de Livros seguiu apresentando, a cada número, em média duas resenhas dos últimos lançamentos na área. Em 2007, as principais revistas internacionais estavam acessíveis via web e a seção Resenhas de Artigos descontinuou. Em 2008, nossa revista, até então disponível no portal da AUPPF, foi incluída na coleção SciELO de periódicos. Entre 2008 e 2010, a seção Resenha de Artigos foi retomada em novo formato. A nova proposta consistia em um comentário crítico que encadeava, em torno de um tema comum, quatro ou mais artigos publicados em revistas nacionais e internacionais. Os artigos eram escolhidos em função da importância dos veículos, da qualidade de seus autores e da pertinência do conteúdo para o foco da revista. Guilherme Gutman (2008) assim apresentava a seção:
doi:10.1590/1415-4714.2020v23n1p9.1 fatcat:mnb6kzxxlfeb5gu7xxtstt7fbi