Efeito da Incorporação de Micropartículas Poliméricas Carregadas com Catequina nas Propriedades Físico-Químicas de um Sistema Adesivo

A F Gonzalez, M M Ribeiro, S L Santiago, C A G A Costa, N L G Albuquerque
2018 Journal of Health Science  
O objetivo da pesquisa foi comparar o efeito da Epigalocatequina-3-galato (EGCG), na forma pura e microencapsulada, incorporado ao sistema adesivo convencional e aplicado como pré-tratamento dentinário, na resistência de união à dentina. Primeiramente, realizou-se o grau de conversão (%GC) pelo Espectrofotômetro FT-IR e ensaio de liberação dos adesivos para avaliar o desempenho das micropartículas poliméricas carregadas com EGCG. Em seguida, 45 terceiros molares humanos foram divididos em 5
more » ... divididos em 5 grupos (n9) de acordo com a solução de pré-tratamento e sistema adesivo utilizado e foram submetidos ao teste de microtração em uma máquina de ensaios universais. Não houve diferença estatística significante entre as médias do grau de conversão. (p>0,05). Em relação ao ensaio de liberação, o grupo PLGA50:50/EGCG a 1,0% apresentou melhores resultados, alcançando a maior liberação em termos quantitativos. Nenhuma diferença estatisticamente significante foi encontrada entre as médias dos valores de resistência de união (p>0,05). A incorporação das micropartículas poliméricas carregadas com EGCG não interferiu no grau de conversão dos adesivos. O sistema adesivo com micropartículas carregadas com EGCG incorporado em sua composição foi capaz de liberar EGCG. Porém, o EGCG não teve efeito estatisticamente significante quando incorporado ao sistema adesivo convencional ou aplicado como pré-tratamento da dentina, de forma pura e microencapsulada, na resistência de união imediata porém, pode aumentar a durabilidade da interface de união ao longo do tempo.Palavras-chave: Adesivos. Polímeros. Catequina. Metaloproteinases da Matriz.
doi:10.17921/2447-8938.2017v19n5p26 fatcat:weqpwkaf7jeaxa3u6mtuaft7zi