Saúde bucal de usuários de drogas institucionalizados

Warli De Brito Ferreira, Wagner Couto Assis, Weltonberg Dias Teixeira, Marina Ferraz Neves Oliveira, Lorena Andrade Nunes, Cezar Augusto Casotti
2018 Enfermería Actual de Costa Rica  
O uso de drogas traz diversos malefícios para a saúde bucal, aumentando a prevalência das doenças cárie dentária e periodontal, representando um sério problema de saúde pública. Este estudo objetivou avaliar a prevalência das doenças cárie dentária e periodontal em usuários de drogas institucionalizados. Estudo epidemiológico, transversal, censitário e analítico realizado com usuários de drogas institucionalizados no período de agosto de 2016 a junho de 2017. Examinadores padronizados aplicaram
more » ... ronizados aplicaram um formulário para coleta de dados sociodemográficos e consumo de drogas. A cárie dentária foi avaliada através do índice CPO-D e a doença periodontal através dos indicadores clínicos: sangramento à sondagem, índice de placa, índice gengival, profundidade de sondagem e nível de inserção clínica. Foram avaliados 112 indivíduos do sexo masculino, média de idade de 36,7 anos (Dp±11,5). A droga mais consumida foi o álcool (92,0 %) por cerca de 19,4 anos (Dp±11.08), seguido do tabaco (70,95%) em média por 18,0 anos (Dp±11,66), maconha (65,2%) por 13,7 anos (Dp±8,22), cocaína (53,3%) por 8,5 anos (Dp±6,00) e crack (50,0%) por 11,1 anos (Dp±7,18). Conclui-se que a prevalência da doença de cárie foi 97,3% e da doença periodontal 51,5%. A população estudada apresentou alta prevalência de cárie dentária e doença periodontal e houve correlação entre o tempo de uso do álcool e tabaco com a doença periodontal e com maior CPO-D.
doi:10.15517/revenf.v0i35.32429 fatcat:wx3j2ksolbfmvd3zavwjnmsgma