Liderança e gestão democrática na educação infantil

Cloves Antonio Amissis Amorim, Sirley Terezinha Filipak, Catarina Moro, Joaquim Francisco Dias Setin
2017 Psicologia Argumento  
A experiência profissional dos gestores é fator influente na qualidade do atendimento na educação infantil. Esse estudo teve como objetivos realizar uma breve revisão bibliográfica da gestão da educação infantil no Brasil e analisar a práxis de formação continuada desenvolvida junto a gestores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Participaram do estudo 180 gestores, todos do sexo feminino, em duas fases, no período de um ano letivo. Utilizou-se da metodologia da pesquisa-ação
more » ... da pesquisa-ação colaborativa e foram realizadas reuniões em grupos no Centro de Formação Continuada da Secretaria Municipal de Educação, divididos por núcleos regionais, com a apresentação e a discussão coletiva dos projetos realizados nos CMEIs. Os resultados indicaram que a gestão democrática na educação infantil demanda a compreensão da criança pequena como cidadão de direitos, bem como a própria concepção de gestão democrática. A educação infantil tem peculiaridades importantes, como organização do ambiente e planejamento das práticas educativas, incluindo o cuidado de rotinas. A revisão bibliográfica apontou para escassez na produção nacional específica de gestão educacional na educação infantil e múltiplas compreensões do significado de gestão democrática. Conclui-se que tem ocorrido avanços no campo da gestão democrática e que a participação da comunidade contribui para a transparência das decisões tomadas, mas ainda necessita ampliar o conceito de autonomia, bem como a participação das crianças. A superficialidade do conhecimento teórico sobre gestão democrática demanda formação continuada dos gestores e o permanente abandono do improviso no exercício da função.
doi:10.7213/psicol.argum.34.087.ao04 fatcat:emuovbusdjdg7a6qzuokpzz22m