Psoríase, Psicofármacos e Comorbilidades Psiquiátricas: Um Estudo de Caso-Controlo numa População de Doentes Hospitalizados

Bárbara Roque Ferreira, Luís Santiago, João Simões, Leonor Ramos, Maria Manuel Brites, José Pedro Reis, Américo Figueiredo
2017 Revista da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia  
Introdução: A psoríase é uma dermatose inflamatória crónica com impacto significativo na qualidade de vida e múltiplas comorbilidades, com reconhecimento classicamente atribuído aos fatores de risco cardiovascular. Recentemente tem-se destacado a relação com as comorbilidades psiquiátricas.Material e Métodos: Estabeleceu-se como objetivo primário avaliar a prevalência de psicofármacos na medicação habitual dos doentes hospitalizados com o diagnóstico de psoríase. Realizou-se um estudo de
more » ... um estudo de caso-controlo no Serviço de Dermatologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, entre 2010 e 2015, partindo da medicação habitual. Os fármacos foram agrupados pela classificação do INFARMED. Definiram- -se como objetivos secundários comparar a prevalência de fármacos para tratamento de fatores de risco cardiovascular nos dois grupos e reunir informação sobre comorbilidades psiquiátricas disponível nos processos clínicos dos doentes hospitalizados com psoríase. A análise estatística foi realizada recorrendo ao software STATA 14 e a significância estatística foi definida para p<0,05.Resultados: O grupo com psoríase era constituído por 79 doentes, 67% do sexo masculino, 33% do sexo feminino e idade média de 59,30±17,17 anos. Observou-se uma associação entre psoríase e consumo de fármacos do sistema nervoso central, particularmente psicofármacos, sobretudo ansiolíticos e antipsicóticos (p<0,01), com 63% dos doentes medicados com pelo menos um psicofármaco. Verificou-se também associação entre psoríase e medicação regular com anti-hipertensores (p<0,05). A referência a diagnósticos psiquiátricos nos processos clínicos era, frequentemente, imprecisa ou inexistente.Conclusão: Os resultados salientam o peso do consumo de psicofármacos e reforçam estudos prévios sobre a subavaliação em psicopatologia dos doentes com psoríase. Salienta-se a importância da avaliação holística nas patologias da psicodermatologia.
doi:10.29021/spdv.75.1.717 fatcat:qxmfp5jqobc5hfxpujvhaa2equ