ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO: O PAPEL DA MULHER NOS MOVIMENTOS SOCIAIS E A CONQUISTA DE DIREITOS NO DECORRER DA HISTÓRIA * BETWEEN PUBLIC AND PRIVATE: THE ROLE OF WOMEN IN SOCIAL MOVEMENTS AND THE CONQUEST OF RIGHTS IN THE COURSE OF HISTORY

Elizabete David Novaes
2015 História e Cultura  
<p><strong>Resumo:</strong> O presente artigo busca evidenciar o papel social das mulheres nos movimentos sociais promovidos no decorrer da história. Para cumprir com tal propósito, discute o caráter patriarcal da ciência cartesiana; apresenta uma reflexão acerca da articulação entre o público e privado; elabora uma revisão teórica acerca da historiografia da mulher, ressaltando a ação da mulher em diferentes momentos da história, buscando evidenciá-la como sujeito ativo, capaz de integrar o
more » ... az de integrar o público e o privado, participando da conquista de direitos. Para enfatizar as articulações existentes entre as dimensões pública e privada, este artigo defende que historicamente a mulher politiza vias não políticas do cotidiano, atuando em movimentos sociais promotores de reivindicações e manifestações sociais, de modo a superar limites ideologicamente traçados pelo viés patriarcal da ciência moderna, de base cartesiana, atuando na luta por direitos e participação política na história.</p><p><strong>Palavras-chave:</strong> gênero; historiografia; público e privado; movimentos sociais; direitos.</p><p><strong>Abstract:</strong> This paper describes evidences of the social role of the women inside different social movements occurred during our history. It began with a discussion the patriarchal character of Cartesian science, presents reflections about the public and private articulation, a theoretical review of the women´s historiography, emphasizing their action at different times in history and trying to emphazise them as active subject which is capable to integrate the public and private, participating of the conquer their rights. To emphasize all the previous articulations between the public and private dimensions, this manuscript argues that historically women politicize daily non-political pathways. Their actuations in social movements promote the demands and social manifestations in order to ideologically overcome the limitations set by the the patriarchal bias of modern science, acting in the the fight (ou struggle) for rights and political participation in history.</p><p><strong>Keywords:</strong> gender, historiography, public and private; social movement; rights.</p>
doi:10.18223/hiscult.v4i3.1691 fatcat:rzaltxpnnzfejd54d3gemtgv3a