Avaliação da saúde bucal de pacientes cirróticos em fila de transplante hepático

Karina Pidhorodeckyj, Jefferson da Rocha Tenório, Nathália Tuany Duarte, Bruna Di Profi, Letícia Bezinelli, Claudio Pannuti, Karem L. Ortega
2018 Revista Estomatológica Herediana  
Objetivo: Avaliar a saúde bucal de pacientes com cirrose hepática em fi la de transplante. Materiais e Método: Foram avaliados 103 pacientes cirróticos quanto às características sócio-demográfi cas e histórico médico da cirrose hepática (etiologia, tempo de inclusão na fi la de transplante, valor do MELD - Model for End-Stage Liver Disease, complicações da cirrose e medicações em uso). A avaliação da saúde oral foi feita através do índice de higiene oral simplifi cado (IHO-S), do índice de
more » ... , do índice de cárie dental (CPOD) e da sialometria. Foram realizadas análises descritivas após a tabulação dos dados. Resultados: A população estudada apresentava idade média de 54 anos, o sexo masculino era o mais prevalente e apenas 44% concluíram o ensino fundamental. Hepatite C e cirrose alcoólica foram as etiologias que, com mais frequência, levaram os pacientes a indicação de transplante hepático. Varizes esofágicas, ascite e hipertensão portal foram as complicações mais frequentes. O CPOD médio da população estudada foi considerado alto (23,3). Conclusão: A saúde bucal de pacientes cirróticos em fi la de transplante não é satisfatória. Estudos longitudinais são necessários para investigar a relação entre focos de infecção oral e a ocorrência de infecções no pós-transplante hepático.
doi:10.20453/reh.v28i4.3427 fatcat:kmlye5abivedzhwcdblk3erm5m