Caracterização tecnológica de espécies liberianas para o estabelecimento de métodos de análise quantitativa de fibras

Anisio Azzini, Antonio Luiz de Barros Salgado, Romeu Benatti Junior, Antonio Alberto Costa
1993 Bragantia  
Procedeu-se à caracterização tecnológica de cinco espécies não arbóreas fornecedoras de fibras liberianas, visando, principalmente, ao estabelecimento de novo método de análise quantitativa de fibras têxteis e celulósicas. Essas espécies - Crotalaria juncea, Hibiscus cannabinus, Corchorus capsularis, Urena lobatta e Boehmeria nivea - foram coletadas em 1987, de experimentos desenvolvidos no Centro Experimental de Campinas e na Estação Experimental de Pariquera-Açu do Instituto Agronômico (IAC).
more » ... o Agronômico (IAC). Os resultados mostraram variações tecnológicas significativas entre tais espécies. A crotalária, com o menor teor de líber (19,65%) apresentou o maior teor de fibras celulósicas totais (54,84%), provenientes das frações liberianas e lenhosas do caule. Para as demais espécies, os teores de líber variaram de 30,74 a 41,13% e as fibras celulósicas de 39,46 a 48,38%. Os procedimentos de análise descritos representaram novo método para avaliar quantitativamente os teores de fibras têxteis e celulósicas nos caules de espécies não arbóreas.
doi:10.1590/s0006-87051993000100004 fatcat:a35hg3kqfve2ndbltcmeq243ni