Frutosamina como principal parâmetro glicêmico do paciente diabético em hemodiálise

Gabriel Santos Mazzaferro, Adroaldo Lunardelli
2016 Ciência & Saúde  
Artigo de revisão http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/about/ http://dx.Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional. RESUMO Introdução: A hemoglobina glicada (HbA1c) tem sido utilizada desde a metade dos anos 1970 como marcador glicêmico e é, atualmente, adotada como principal marcador glicêmico de pacientes portadores de diabetes mellitus. Porém, muitas condições
more » ... , muitas condições tornam sua correta interpretação quase impossível e faz-se necessária a utilização de outro parâmetro, a frutosamina, exercendo o papel de principal e mais preciso marcador glicêmico de pacientes portadores de diabetes mellitus hemodialíticos. Objetivo: O estudo objetivou revisar a literatura quanto a utilização da frutosamina como principal e mais preciso parâmetro glicêmico ao paciente hemodialítico portador da diabetes mellitus. Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura onde foram acessadas as bases de dados Medline/Pubmed, Science Direct e Scielo. Utilizou-se os descritores: diabetes mellitus, frutosamina, hemoglobina glicada e hemodiálise, bem como a combinação destas palavras. Resultados: Dos 77 artigos encontrados, foram identificados 04 estudos demonstrando a utilização da frutosamina e HbA1c em pacientes portadores de diabetes mellitus hemodialíticos. Destes estudos avaliados, apenas um apontou a HbA1c como o melhor marcador de acompanhamento glicêmico. Porém, quase metade dos pacientes avaliados neste estudo estavam recebendo dose de ferro via intravenosa para tratamento da anemia. Conclusão: Conclui-se que a frutosamina é o marcador mais adequado e o mais preciso para o controle glicêmico de pacientes portadores de diabetes mellitus hemodialíticos em comparação à hemoglobina glicada. Dos quatro artigos selecionados, nenhum estudo foi realizado na população brasileira, mostrando a importância de estudos serem realizados a respeito da utilização da frutosamina em pacientes hemodialíticos portadores da diabetes mellitus no Brasil. ABSTRACT Introduction: Glycated hemoglobin (HbA1c) has been used since mid 70's as a glycemic marker and it is, currently, adopted as the main glycemic marker to diabetes mellitus patients. However, many conditions make this accurate interpretation nearly impossible and it is required the use of another marker, fructosamine, which functions as the main and most accurate glycemic marker for hemodialytic patients with diabetes mellitus. Objective: The present study aimed to review the literature regarding the use of fructosamine as the main and most accurate glycemic marker to the hemodialytic patient with diabetes mellitus. Materials and Methods: It is an integrative literature review conducted by searching the databases Medline/Pubmed, Science Direct and Scielo. The following descriptors were used: diabetes mellitus, fructosamine, glycated hemoglobin and hemodialysis, as well as the combination of these words. Results: From the 77 articles found, 04 studies were identified demonstrating the use fructosamine and HbA1c in hemodialytic patients with diabetes mellitus. From these evaluated studies, only one pointed the HbA1c as the best glycemic marker. However, almost half of the patients evaluated on that study were receiving intravenous iron doses to anemia treatment. Conclusion: It possible to conclude that fructosamine is the most suited and the most accurate glycemic marker to hemodialytic patients with diabetes mellitus. Of the four selected articles, none of them was conducted in the Brazilian population, showing the importance of further studies about the use of fructosamine in hemodialytic patients with diabetes mellitus in Brazil.
doi:10.15448/1983-652x.2016.2.22734 fatcat:frrqeaqv65fvnmdkqv323l5yju