Reabilitação na doença arterial Periférica

Cristina Cruz, Afonso Rocha
2017
introdução: Embora as guidelines atuais recomendem o exercício como tratamento de primeira linha na doença arterial periférica, quer a sua disponibilidade quer a sua utilização continuam a ser limitadas. O objetivo deste trabalho consiste em fazer uma revisão sobre as características ótimas de um programa de exercício na doença arterial periférica. Métodos: Foi realizada uma revisão bibliográfica sistematizada. Foram utilizadas as bases de dados PubMed e Cochrane Library sob os termos de
more » ... os termos de pesquisa: "exercise" AND "peripheral arterial disease" e "rehabilitation" AND "peripheral arterial disease". Foram incluídos os consensos, guidelines, meta-análises e artigos de revisão encontrados desde janeiro de 2010 até dezembro de 2016. Resultados: Foram identificados 35 artigos. Estão descritos inúmeros programas de exercício nos mais diversos estudos. Parece existir superioridade nos programas de exercício supervisionados, com duração superior a três meses e uma frequência de três vezes por semana. É proposto treino aeróbio intermitente com duração mínima de 30 minutos. Ainda existe controvérsia relativa à intensidade mais adequada e ao ritmo de progressão do programa de exercício. O treadmill é a modalidade mais estudada, no entanto, outras modalidades alternativas têm ganho interesse crescente. Conclusão: Apesar de existir ainda alguma controvérsia relativa à superioridade de determinados parâmetros na prescrição de exercício, existem outros bastante consensuais, nomeadamente no que diz respeito a supervisão do programa, duração e frequência das sessões de exercício.
doi:10.25759/spmfr.247 fatcat:iucjtz2tmjgexcykin5rpoukhe