Educação de pacientes com asma: atuação do enfermeiro

ANA RITA DE CÁSSIA BETTENCOURT, MARIA ALENITA DE OLIVEIRA, ANA LUISA GODOY FERNANDES, MIGUEL BOGOSSIAN
2002 Jornal de Pneumologia  
Introdução: Programas de educação em asma levam a melhor controle da asma e são uma das recomendações dos consensos. Os programas devem incluir uma enfermeira no grupo educacional que aplicará o programa estruturado. A proposta da intervenção é mudar a vida diária do paciente e sua família e melhorar o controle da doença e qualidade de vida. Objetivo: Padronizar e aplicar um modelo estruturado de pós-consulta, como parte de atendimento multidisciplinar dentro de um programa educativo para
more » ... ducativo para pacientes asmáticos em um ambulatório de um hospital público e acompanhamento das mudanças no conhecimento da asma e qualidade de vida. Método: Estudo longitudinal, prospectivo, com duração de seis meses, realizado no ambulatório de Pneumologia do Hospital São Paulo (Unifesp/EPM), dentro de um programa de educação para pacientes asmáticos, em que foram agendadas seis consultas, com intervalo de quatro semanas, com os seguintes temas: o que é asma, medicações de alívio e prevenção, diário de sintomas e escore de dispnéia, uso correto do aerossol, discussão dos fatores desencadeantes e profilaxia, e também reconhecer os sinais de descontrole da asma. Um modelo padronizado do questionário de conhecimentos sobre asma e outro sobre qualidade de vida foram aplicados no início, durante e no final do estudo. Resultados: 26 asmáticos foram acompanhados por seis meses e mostraram melhora significante na identificação dos problemas relacionados ao manejo da asma, como também nos índices de qualidade de vida. Conclusão: O modelo de atendimento, como também as técnicas de treinamento, foram adequadas e úteis no desenvolvimento de um programa educativo estruturado para pacientes asmáticos.
doi:10.1590/s0102-35862002000400004 fatcat:adgcnpagdnew5mjbvfmfrdwryy