O significado da retirada do útero para as mulheres: um estudo qualitativo

Adriana Magrin Rivera Sbroggio, Maria José Martins Duarte Osis, Aloísio José Bedone
2005 Revista da Associação Médica Brasileira  
RESUMO OBJETIVOS. Identificar os mitos de mulheres prestes a serem submetidas à cirurgia de histerectomia quanto ao significado da perda do útero para suas vidas. MÉTODOS. Realizou-se um estudo do tipo qualitativo com entrevistas semi-estruturadas em uma amostra proposital de dez mulheres que estavam hospitalizadas no período pré-operatório com indicação cirúrgica de histerectomia. Utilizou-se uma ficha de caracterização contendo informações pessoais e um roteiro semi-estruturado com perguntas
more » ... rado com perguntas de partida e de aprofundamento para as entrevistas, que foram gravadas mediante autorização das mulheres. As entrevistas foram transcritas e realizou-se análise temática do conteúdo. RESULTADOS. Nas falas das mulheres, os mitos mais recorrentes em relação ao útero referiram-se à perda da feminilidade, frigidez, não ser mais a mesma, à possibilidade da mudança na imagem corporal (ficar oca, vazia, ter um buraco), à interferência na vida afetiva e sexual e à percepção do companheiro a seu respeito (senti-las ocas, frias, sem interesse sexual). CONCLUSÃO. As mulheres apresentam mitos quanto à retirada do útero, relacionados à sua identidade social de gênero e à falta de conhecimento sobre seu corpo, os órgãos e suas funções. UNITERMOS: Histerectomia. Mitos. Estudo qualitativo.
doi:10.1590/s0104-42302005000500018 pmid:16270144 fatcat:ae6mvg5xgzbcnfzo2nvxq2gf2y