Efeito de sistemas de alimentação no ganho de peso e desempenho reprodutivo de novilhas Nelore acasaladas aos 17/18 meses

Cláudio Eduard Neves Semmelmann, José Fernando Piva Lobato, Marta Gomes da Rocha
2001 Revista Brasileira de Zootecnia  
Foram avaliados, por intermédio do modelo estatístico linear (GLM/SAS), o crescimento e o desempenho reprodutivo de 480 bezerras Nelore dos 7,5 meses até o acasalamento aos 17/18 meses de idade em quatro sistemas alimentares no período seco (05 a 10/96): Brachiaria brizantha cv. Marandu (B), Brachiaria brizantha cv. Marandu + Anipro (BA), milheto (Pennisetum americanum cv. (L.) Leeke) (M) e Brachiaria brizantha cv. Marandu + Sal Ouro (BS). A partir de 10/96, em lote único, pastejaram em Panicum
more » ... stejaram em Panicum maximum cv. Mombaça, 1 UA/ha, até o fim do acasalamento (03/97 a 05/97). Foram avaliados o peso vivo (PV), condição corporal (CC), ganho médio diário (GMD), idade ao acasalamento (IAC), taxa de prenhez (TP) e idade da mãe (IM), além de escores de conformação (Cs), precocidade (Ps) e musculosidade (Ms). Os sistemas BA e M apresentaram diferença significativa com maior PV, GMD e CC após o período da estação seca em relação aos sistemas B e BS. No início do acasalamento, o PV dos sistemas B, BA e M diferiram do grupo BS. Ao final do acasalamento, não foram detectadas diferenças em GMD, CC, IAC e IM entre os sistemas. Os tratamentos B, BA, M e BS utilizados durante a estação seca não afetaram, respectivamente, a TP média de 22,2; 24,2; 20,7; e 13,8%. Houve diferença significativa entre novilhas prenhas e falhadas em relação a PV, CC, IAC, GMD, Cs, Ps e Ms.
doi:10.1590/s1516-35982001000300032 fatcat:yax52k23prf4dk33x7oh6cayfq