Uma revolução chamada Bocage: inadaptação e libertação

Eloísa Porto Corrêa
2013 Caligrama: Revista de Estudos Românicos  
Resumo: O presente artigo aborda as marcas da inadaptação social e diferentes maneiras de se pregar a liberdade na obra revolucionária de Bocage, poeta em trânsito entre dois mundos, o neoclássico iluminista e o romântico anti-iluminista. Para tanto, estabelecendo diálogos com a fortuna crítica bocageana, analisaremos algumas poesias líricas, satíricas e obscenas do autor. O estudo se justifica pela necessidade de entendermos melhor o conjunto da obra de Bocage, que ora satiriza tiranos,
more » ... iza tiranos, hipócritas e medíocres; ora enfoca o amor puro, ora o sensual, em cenários luminosos ou noturnos, ora em uma linguagem polida, ora obscena; construindo uma vasta galeria de figuras femininas castas ou libertinas, tiranas ou tiranizadas, amadas por um eu poético libertário, numa sociedade opressora e moralista. Além disso, a obra do poeta se revela fértil terreno para o estudo crítico da arte e do contexto histórico-cultural da segunda metade do século XVIII. Palavras-chave: Bocage; Iluminismo; Revolução; Inadaptação; Libertação. Abstract: This article talks about social maladjustment and different ways to search freedom in the revolutionary poetry of Bocage, poet between two worlds, the Enlightenment neoclassical and the romantic. Therefore, establishing dialogues with the critical work of the Bocage, we analyze some poems lyrical, satirical and bawdy. The study is justified by the need to better understand the whole work of Bocage, which satirizes tyrants, hypocrites and mediocre, focuses on caste love, sometimes the sensual. In light or nighttime * Universidade Estadual do Rio de Janeiro. CALIGRAMA, Belo Horizonte, v.18, n.1, p. 75-96, 2013 76 scenarios, sometimes in a polished language, sometimes obscene, he builds a vast gallery of female figures castes or libertines, loved by a poetic-self libertarian, an oppressive society and morality. In addition, the work of the poet reveals fertile ground for the critical study of art and historical-cultural context of the second half of the eighteenth century.
doi:10.17851/2238-3824.18.1.75-96 fatcat:6e3fcam5lbes5m4jtukpfs2qwy