Infecções relacionadas a cateteres torácicos

Ekrem Senturk, Murat Telli, Serdar Sen, Salih Cokpinar
2010 Jornal Brasileiro de Pneumologia  
OBJETIVO: Determinar o status de colonização de uma amostra de pacientes que recebeu cateteres torácicos (CTs) e correlacionar esse status a possíveis fatores prognósticos. MÉTODOS: Estudo retrospectivo com 48 pacientes (17 mulheres e 31 homens) que receberam CTs no Departamento de Cirurgia Torácica do Hospital Universitário Adnan Menderes, localizado na cidade de Aydin, Turquia, entre dezembro de 2008 e março de 2009. Amostras de sangue para cultura foram coletadas da porção distal dos CTs e
more » ... distal dos CTs e de cada um dos 48 pacientes. Procuramos por correlações entre culturas positivas e possíveis fatores prognósticos de infecção. RESULTADOS: Resultados positivos de cultura em amostras de CT ocorreram somente 3 pacientes, em sangue em 2, e nas duas amostras em outros 2. A idade avançada correlacionou-se com culturas positivas das amostras de CT e sangue (r = 0,512 e r = 0,312, respectivamente; p < 0,05), assim como o uso prolongado do CT e com culturas positivas das mesmas amostras (r = 0,347 e r = 0,372, respectivamente; p < 0,05). Houve uma correlação significativa entre o status cirúrgico dos pacientes (aqueles submetidos a cirurgias) e culturas positivas somente das amostras de CT (p < 0,05), mas a presença de malignidade inoperável correlacionou-se com o crescimento bacteriano em ambos os tipos de amostras (p < 0,05 para ambos). CONCLUSÕES: Os fatores de risco acima citados aumentam o risco de infecções. No caso de pacientes com CTs e que apresentam tais fatores de risco, é imperativo que se utilize uma profilaxia com antibióticos de amplo espectro.
doi:10.1590/s1806-37132010000600013 pmid:21225179 fatcat:uvtargdfwres3da7sfjkbdtbsi