La dogmática jurídica y su relación con la posibilidad de existencia de una ciencia jurídica

Luis Fernando Bermeo Álvarez
2015 Revista de Derecho Público  
Es frecuente escuchar académicos del derecho, abogados y operadores jurídicos hablar de "ciencia jurídica", suponiendo el carácter científico del derecho. Desde esta perceptiva dogmática, se acepta la idea que el derecho es una ciencia, aunque no se tenga suficiente certeza sobre qué significa que el derecho sea, o pueda ser científico. En este contexto, se revisarán algunos conceptos claves característicos de una disciplina como la dogmática jurídica frente al modus operandi de las ciencias y
more » ... de las ciencias y su distinción con la disciplina del derecho. Se analizarán los problemas propios de una concepción de dogmática jurídica como ciencia del derecho, tales como los debates sobre el papel del lenguaje en el derecho y la noción de verdad jurídica en tanto que correspondencia lógica. Se ofrecerán argumentos para fomentar la reflexión académica sobre estos temas y plantear la negación científica del derecho y sus consecuencias para la disciplina jurídica. Abstract One often hears legal scholars, lawyers and legal practitioners speak of "legal science" assuming the scientific nature of law. From this dogmatic perceptive, the idea that the law is a science is accepted, although not enough certainty have about what it means that the law is, or can be scientific. In this context, some key concepts inherent in a discipline such as legal doctrine against the modus operandi of science and its distinction with the discipline of law are reviewed. The problems of a conception of legal doctrine and science of law, such as the debates on the role of language in the law and legal notion of truth as correspondence that logic will be discussed. Arguments will be offered to foster academic reflection on these issues and raise the scientific denial of the right and its implications for the legal discipline. A dogmática jurídica e sua relação com a possibilidade de existência de uma ciência jurídica Resumo É frequente escutar acadêmicos de direito, advogados e operadores jurídicos falar de "ciência jurídica", supondo o carácter científico do direito. Desde esta perceptiva dogmática, se aceita a ideia que o direito é uma ciência, embora não se tenha suficiente certeza sobre o que significa que o direito seja, ou possa ser científico. Neste contexto, se revisarão alguns conceitos fundamentais característicos de uma disciplina como a dogmática jurídica frente ao modus operandi das ciências e sua distinção com a disciplina do direito. Serão analisados os problemas próprios de uma concepção de dogmática jurídica como ciência do direito, tais como os debates sobre o papel da linguagem no direito e a noção de verdade jurídica enquanto a correspondência lógica. Serão oferecidos argumentos para fomentar a reflexão acadêmica sobre estes temas e expor a negação científica do direito e suas consequências para a disciplina jurídica.
doi:10.15425/redepub.34.2015.09 fatcat:yxodfleserelrowvpjb2fmeeme