Toxoplasma gondii: Toxoplasmose, com ênfase no diagnóstico

Tatiane Luiza Da Costa, Marcos Gontijo Da Silva, Juliana Boaventura Avelar, Waldemar Naves Do Amaral, Mariza Martins Avelino, Ana Maria De Castro
2008 Revista de Patologia Tropical  
RESUMO Toxoplasmose é uma doença causada pelo protozoário Toxoplasma gondii. No Brasil, a variação de sua prevalência (10% -80%) depende da área estudada. O ser humano pode adquirir a infecção por meio de ingestão de alimentos contaminados com cistos ou oocistos, transfusão sangüínea, transplante de órgãos e transmissão congênita. Nesta última forma, o parasito atravessa a barreira placentária e infecta o feto, podendo causar-lhe graves seqüelas. O diagnóstico sorológico da toxoplasmose é
more » ... oxoplasmose é baseado na detecção de anticorpos anti-T. gondii. Embora a sorologia em mulheres grávidas seja eficaz em 89,5% dos casos, a confirmação da infecção no feto e/ou recém nascido é dificultada pela imaturidade imunológica. O advento das técnicas automatizadas possibilitou a demonstração da presença de anticorpos residuais, o que tem produzido resultados duvidosos e/ou inconclusivos, tornando necessário o uso de métodos parasitológicos, especialmente as técnicas de biologia molecular que permitem o acompanhamento das gestantes e a validação do tratamento. A prevenção da toxoplasmose congênita é de fundamental importância para um melhor controle da infecção, evitando-se, assim, as graves seqüelas que podem ocorrer em fetos e recém-nascidos. Esta atualização descreve o agente etiológico T. gondii da toxoplasmose, sua epidemiologia, manifestações clínicas, diagnóstico, prevenção e tratamento.
doi:10.5216/rpt.v37i3.5062 fatcat:nfor5qqb4zgw3ktq6g4vh456ay