Análise da variação prosódica em diferentes estilos de reportagens telejornalísticas

Thalita Evaristo Couto Dias, Priscila Campos Martins, Letícia Caldas Teixeira, Ana Cristina Côrtes Gama
2015 Audiology: Communication Research  
Objetivo Caracterizar reportagens telejornalísticas de estilo sério, neutro e descontraído, de forma perceptivo-auditiva, e identificar acusticamente sua variação prosódica.Métodos Na primeira fase, foram selecionados 30 offs de reportagens de sites de canais abertos, posteriormente divididos em três grupos de estilos: sério, neutro e descontraído. A amostra final foi definida por meio do julgamento de 20 sujeitos leigos, que escolheram os cinco melhores offs para cada estilo. Na segunda fase,
more » ... . Na segunda fase, três fonoaudiólogas avaliaram a amostra de forma perceptivo-auditiva e, na terceira fase, foi realizada análise acústica dos parâmetros de frequência fundamental, intensidade e duração.Resultados Nos três estilos, a amostra foi representada por uma qualidade vocal neutra, com curva melódica equilibrada, uso de ênfases conforme importância da palavra na frase, pausas expressivas e velocidade de fala média. Na análise acústica, o estilo sério mostrou menores valores de frequência mínima, de variação de intensidade e de duração da sílaba tônica. O estilo neutro obteve os menores valores de frequência máxima, de variação em semitom, de quantidade de pausas por minuto e maior variação de intensidade e de taxa de elocução. O estilo descontraído obteve a menor taxa de elocução e as maiores frequências máxima, mínima, variação em semitons, quantidade de pausas por minuto e duração da sílaba tônica. Houve diferença estatística na taxa de elocução, quando comparados os estilos descontraído e sério e descontraído e neutro.Conclusão A avaliação perceptivo-auditiva obteve resultado igual em todos os estilos. Na análise acústica, a taxa de elocução diferenciou os estilos sério e neutro do estilo descontraído.
doi:10.1590/2317-6431-2014-1528 fatcat:q7e3fov36fgabad336fem6lp5y