Qualidade de vida e aspectos auditivos de trabalhadores do transporte coletivo urbano

Lícia Assunção Cogo, Elenir Fedosse, Valdete Alves Valentins dos Santos
2016 Revista CEFAC  
RESUMO Objetivo: avaliar a qualidade de vida de trabalhadores do transporte coletivo urbano, associadamente ao seu conhecimento e queixas sobre audição, zumbido e tontura. Métodos: descritivo, qualitativo e transversal. A coleta foi realizada no Hospital Universitário de Santa Maria, com amostra de 26 profissionais, submetidos à versão abreviada do questionário de avaliação de qualidade de vida - WHO Quality of Life-Bref Questionnaire (WHOQOL - Bref) - e a um questionário sobre conhecimento e
more » ... re conhecimento e queixas relacionadas a audição, tontura e zumbido. Os dados foram analisados por meio do Software Statística versão 9.0, considerando um nível de significância de 5%. Resultados: a amostra caracterizou-se por 100% de indivíduos do sexo masculino, com média de idade de 38,03 anos e tempo médio de serviço de 11,29 anos; 88,46% dos sujeitos trabalhavam em contato direto com o trânsito urbano e expostos a ruídos no ambiente externo à empresa. Quanto ao perfil auditivo, 88,46% referiram ouvir bem. Quanto às queixas: 23,07% relataram zumbido e 26,92% tontura. Com relação aos hábitos de prevenção de perda auditiva, 73,07% referiram não adotar nenhuma conduta. As respostas do WHOQOL-Bref evidenciaram uma boa percepção de qualidade de vida destes sujeitos. Conclusão: os trabalhadores do transporte coletivo avaliados no presente estudo apresentaram um bom nível de qualidade de vida, consideráveis conhecimentos e limitadas queixas no que diz respeito aos temas audição, zumbido e tontura.
doi:10.1590/1982-0216201618112715 fatcat:gntjldjfyzhe7loetfhzqndwq4