Steers production in integrated crop-livestock systems: pasture management under different sward heights

Cristiane de Lima Wesp, Paulo César de Faccio Carvalho, Osmar Conte, Mónica Cadenazzi, Ibanor Anghinoni, Carolina Bremm
2016 Revista Ciência Agronômica  
The aim of this study was to evaluate the effects of different grazing intensities on forage production and animal performance of yearling steers kept under permanent grazing in an integrated crop-livestock system. The treatments consisted of areas with sward heights of 10; 20; 30 and 40 cm, and one treatment with no grazing. The pastures were of bristle oat (Avena strigosa Schreb.) and annual ryegrass (Lolium multiflorum Lam.) following soybean (Glycine max (L.) Merr.). The variables forage
more » ... variables forage mass, forage allowance and residual straw showed a positive and linear fit to the increasing sward height (P 0.0001). Average daily gain of steers displayed a quadratic response (P = 0.0017), being optimal with increases in grazing height up to values of near 30 cm, showing a weight gain per animal of approximately 1.0 kg day -1 . A similar response was seen for live weight at slaughter and carcass characteristics (P 0.0305). The results suggest that sward heights close to 30 cm provide greater individual gains, due to the increase in forage available to each animal and the better quality of the consumed forage without compromising the residual straw destined for the following crop. RESUMO -O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes intensidades de pastejo sob a produção de forragem e o desempenho animal de novilhos superprecoces mantidos sob pastejo contínuo em sistema integrado de produção agropecuária. Os tratamentos consistiram das alturas de manejo de pasto de 10; 20; 30 e 40 cm; e de um tratamento sem pastejo. Os pastos eram constituídos de aveia-preta (Avena strigosa Schreb.) e azevém anual (Lolium multiflorum Lam.) em sucessão a cultura da soja (Glycine max (L.) Merr.). As variáveis massa de forragem, oferta de forragem e palhada residual se ajustaram de forma positiva e linear ao incremento da altura do pasto (P 0,0001). O desempenho individual de novilhos apresentou resposta quadrática (P = 0,0017) e foi otimizado com o incremento na altura do pasto até valores próximos a 30 cm, com ganho de peso por animal de aproximadamente 1,0 kg dia -1 . O mesmo foi observado para o peso vivo ao abate e as características de carcaça (P 0,0305). Os resultados sugerem que alturas próximas a 30 cm permitem maiores ganhos individuais, devido ao aumento da quantidade de forragem disponível por animal e a melhor qualidade da forragem consumida, não havendo comprometimento da palhada residual destinada à cultura subsequente. Palavras-chave: Novilhos. Pastagem-manejo. Carga animal. Ganho médio diário. Peso de carcaça.
doi:10.5935/1806-6690.20160022 fatcat:x5tjs622ybaaffdsqrpas3irdu