Protocolo Hidroterápico na Síndrome de Guillain- Barré

Vanessa Lane dos Santos Nascimento, Gisele Gisele de Souza Borba, Cibelle Maciel de Barros Leite, Maria Carolina Garabini
2001 Revista Neurociências  
Introdução. Em geral, a Síndrome de Guillain Barré ocorre por uma inflamação aguda na qual os nervos periféricos se deterioram. Quando os exercícios em piscina terapêutica são direcionados de acordo com a fase que o paciente se encontra, a reinervação ocorre e o processo de reeducação muscular acontece, permitindo assim uma melhora no desempenho de suas habilidades funcionais, causando por fim uma otimização de sua qualidade de vida. Objetivo. Comparar e analisar a eficácia de um protocolo
more » ... e um protocolo hidroterápico com relação à pré e pós-intervenção fisioterapêutica na síndrome de Guillain-Barré. Método. Trata-se de um estudo de caso comparativo, através do questionário de qualidade de vida SF-36, manovacuometria e goniometria. Poste­riormente submeteu-se a um programa hidroterápico, que teve du­ração de três meses com dezoito sessões, sendo duas sessões semanais com média de sessenta minutos cada. Resultados. A utilização do protocolo promoveu um aumento significativo na qualidade de vida, força da musculatura respiratória e na amplitude de movimento, visto através da avaliação proposta. Conclusão. concluiu-se que o relato de caso em questão obteve sucesso a curto prazo devido a intervenção fisioterapêutica adequada e eficiente para cada fase e necessidades que a paciente se apresentava.
doi:10.34024/rnc.2012.v20.8263 fatcat:lxxrpoyhbrcbtlz35ljeco2ksa