Remoções maternas da Casa do Parto de Sapopemba para hospital de referência

Isabel Cristina Bonadio, Camilla Alexsandra Schneck, Luciana Gomes Pires, Ruth Hitomi Osava, Flora Maria Barbosa da Silva, Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de Oliveira, Maria Luiza Gonzalez Riesco
2011 Revista da Escola de Enfermagem da USP  
Estudo descritivo com objetivo de caracterizar as remoções maternas da Casa do Parto de Sapopemba, em São Paulo, para hospitais de referência, entre setembro de 1998 e julho de 2008. A população do estudo compôs-se de 229 casos. Os dados foram obtidos dos prontuários e dos livros de registro de remoções. Foi realizada análise descritiva. A taxa de remoção materna foi de 5,8% (5,5% intraparto e 0,3% pós-parto). A maioria das mulheres removidas para o hospital era nulípara (78,6%). O motivo mais
more » ... 6%). O motivo mais frequente para remoção intraparto foi anormalidade da pélvis materna ou do feto (22,6%) e para a remoção pós-parto, anormalidade da dequitação (50%). Destacaram-se a nuliparidade, dilatação cervical na admissão, membranas ovulares rotas e idade gestacional superior a 40 semanas como variáveis importantes para o estudo de fatores de risco para remoção materna.
doi:10.1590/s0080-62342011000600004 pmid:22241185 fatcat:o6lodhyrwbefrk5wxqzkfi6elm