Diagnóstico histoquímico e imunoistoquímico da enteropatia proliferativa (Lawsonia intracellularis) em suínos

G.S. Faccini, R.M.C. Guedes, C.A. Pescador, C.E.F. Cruz, D. Driemeier
2005 Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia  
Estudou-se a eficácia do diagnóstico macroscópico de lesões da enteropatia proliferativa suína (EPS) usando-se fragmentos de íleo de 663 suínos, coletados em abatedouros localizados em três municípios do Rio Grande do Sul. As amostras foram processadas por métodos histológicos rotineiros e coradas por uma técnica desenvolvida pela combinação das colorações Warthin-Starry, alcian blue e hematoxilina-eosina para detecção simultânea de Lawsonia intracellularis e lesões associadas com EPS. Lâminas
more » ... s com EPS. Lâminas suspeitas de EPS foram submetidas à técnica de imunoistoquímica, utilizando anticorpo policlonal anti-Lawsonia intracellularis na diluição de 1:15.000 pelo método avidina-biotina. A coloração combinada detectou 11 casos positivos, e a imunoistoquímica, nove casos adicionais. Entre as 643 amostras consideradas negativas, 12 apresentaram desaparecimento de células caliciformes e proliferação adenomatosa características de EPS, mas ausência de bactérias intracelulares. A eficiência do exame macroscópico para diagnóstico de EPS foi medida pela associação entre os resultados das avaliações macroscópicas e histológicas realizadas em 219 amostras. Embora 51 delas tenham sido consideradas macroscopicamente positivas, apenas quatro foram confirmadas pela presença de bactérias intracelulares associadas com lesões características de EPS. Não se observou associação entre as alterações macroscópicas e histológicas de EPS.
doi:10.1590/s0102-09352005000500001 fatcat:k6cb7tmx3raczee7spp6mge4yy