Fatores influentes sobre atropelamentos de vertebrados na região central do Rio Grande do Sul, Brasil

Gilson De Souza Santana
2012 Neotropical Biology and Conservation  
Fatores influentes sobre atropelamentos de vertebrados na região central do Rio Grande do Sul, Brasil Influential factors on the over wild vertebrates in central region of Rio Grande do Sul, Brazil Resumo A perda de habitats ou sua fragmentação e a diminuição da conectividade entre ambientes são aspectos comuns em regiões com rodovias. Esses impactos têm estreita ligação com atropelamentos de vertebrados silvestres. O presente estudo visou identificar e quantificar os fatores que influenciam
more » ... que influenciam direta e indiretamente esses acidentes. Monitoraram-se quatro trechos (Norte, Sul, Leste e Oeste) de 100 km das rodovias BR 158, 287, 392 e RST 241, através de um percurso por semana em trecho diferente a cada viagem, totalizando 48, no período de dezembro 2008 a dezembro 2009. O ponto inicial dos percursos foi a periferia da cidade de Santa Maria-RS, km zero do percurso, e o retorno pela mesma BR ocorreu depois de percorridos 100 km na rodovia. Foram registrados 829 indivíduos atropelados, pertencentes a quatro classes, 43 famílias e 83 espécies. O percentual de atropelamentos de mamíferos foi de 51,6%, de aves 31,9%, répteis 11,7% e de anfíbios 4,7%. O esforço amostral de 9600 km resultou na média de 0,086 animal atropelado/km. Os vertebrados mais atropelados foram: na classe dos mamíferos, o gambá-de-orelha-branca (Didelphis albiventris), com 135 registros; em répteis, o lagarto-teiú (Tupinambis merianae), com 42 registros; em aves, a avoante (Zenaida auriculata), com 39 registros; e em anfíbios, o sapo cururu (Rhinella icterica) , com 20 animais. Os eventos tiveram influência da sazonalidade, do tipo de matriz do entorno ao acidente, da pluviosidade e da temperatura. Não foram identificadas medidas mitigatórias eficientes nas pistas. Sugeriu-se a instalação de meios para a transposição das rodovias pela fauna em áreas críticas identificadas. Entretanto, são necessários mais estudos, a fim de identificar características específicas das rodovias e das espécies presentes na região. Palavras-chave: animais silvestres, tráfego rodoviário, atropelamentos. Abstract The habitat loss or fragmentation and reduced connectivity between habitats are common features in areas with roads. These impacts have close liaison with trampling of wild vertebrates. This study aimed to identify and quantify the factors that influence directly and indirectly these accidents. Four sections (North, South, East and West) at 100 km of highway BR 158, 287, 392 and RST 241 were monitored, through a different route every week in each trip, totaling 48 in the period from December 2008 to December 2009. The starting point of the routes was the outskirts of Santa Maria, zero km of the route, returning by the same BR occurred after traveling 100 km on the highway. 829 individuals were recorded, belonging to four classes, 43 families and 83 species. The percentage of roadkill mammals was 51.6%; 31.9% of birds; 11.7% of reptiles; and 4.7% of amphibians. The sampling effort of 9600 km resulted in an average of 0.086 roadkill/km. The most roadkilled
doi:10.4013/nbc.2012.71.05 fatcat:q56jffulqndopepybkx37vi5om