Aspectos Socioambientais da Pesca Manejada de Pirarucus (Arapaima gigas) no Sistema de Lagos Jutaí-Cleto, Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, AM

Edna F. Alencar, Isabel Soares de Sousa
2018 Amazonica  
O artigo analisa os aspectos socioambientais do projeto de manejo de pirarucus (Arapaima gigas) desenvolvido por um coletivo de pescadores e pescadoras residentes em quatro comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (RDSM), estado do Amazonas, no sistema de lagos do Jutai-Cleto. O objetivo é descrever a forma de organização do trabalho para a captura dos animais, e destacar a importância desse projeto para a conservação de recursos pesqueiros na várzea amazônica, para a
more » ... zônica, para a reprodução de saberes ecológicos tradicionais e de técnicas de pesca. Os dados analisados resultam de pesquisas realizadas entre os anos de 2011 e 2016 com esse coletivo de manejadores, obtidos com uso de metodologias participativas, com a observação direta de suas práticas, participação em reuniões e realização de entrevistas formais com pescadores e pescadoras. O artigo mostra que os conhecimentos ecológicos tradicionais são combinados aos conhecimentos científicos, e permitem aos pescadores tomar decisões sobre o momento e lugar de realizar a pesca nos lagos. A organização do trabalho na pesca manejada é orientada por conceitos como igualdade, cooperação, e equidade de gênero, mas a divisão do grupo em equipes, e o domínio de conhecimentos especializados sobre a ecologia e o comportamento dos animais, e sobre as características do ambiente, repercutem na produtividade da pesca, e na individualização dos ganhos. Concluímos mostrando que o projeto de manejo está contribuindo para a circularidade de saberes relacionada à pesca de pirarucus, e a importância da participação das mulheres, criando as condições para que as crianças sejam envolvidas nessa atividade.
doi:10.18542/amazonica.v9i1.5483 fatcat:g7ohdama4je63ljfthlvmgjewq