Prevalência de más oclusões na primeira infância e sua relação com as formas de aleitamento e hábitos infantis

Carla Maria Melleiro Gimenez, Antonio Bento Alves de Moraes, André Pinheiro Bertoz, Francisco Antonio Bertoz, Gláucia Bovi Ambrosano
2008 Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial  
OBJETIVO: identificar a prevalência e os tipos de má oclusão encontrados em crianças dentro da faixa etária de 2 a 4 anos; e correlacionar a presença de más oclusões com a forma de aleitamento e com os hábitos bucais infantis. METODOLOGIA: foram avaliadas por meio de exame clínico 226 crianças de 2 a 4 anos, sendo 100 delas inseridas no programa de prevenção do Centro de Pesquisa e Atendimento a Pacientes Especiais (Cepae) - FOP UNICAMP, e 126 pertencentes a creches municipais da cidade de
more » ... s da cidade de Piracicaba. Foi também aplicado um questionário dirigido aos responsáveis a respeito dos hábitos infantis e formas de aleitamento, sendo os dados submetidos à análise estatística de Fischer (p < 0,05). RESULTADOS E CONCLUSÕES: observou-se alta prevalência de más oclusões (superior a 50% da amostra avaliada) e verificou-se uma correlação positiva entre a falta de amamentação natural e hábitos bucais inadequados em relação à presença de más oclusões na amostra analisada. A chupeta revelou-se a variável mais significativa na contribuição para a instalação de más oclusões.
doi:10.1590/s1415-54192008000200009 fatcat:6e2jyrowzbfajbwxdfp5mrgc6a