O Direito à Cidade em uma Perspectiva Travesti: uma breve autoetnografia sobre socialização transfeminina em espaços urbanos

Maria Léo Fontes Borges Araruna
2018 Revista Periódicus  
<p>Este trabalho autoetnográfico busca explicar como que meus processos de socialização no gênero e a construção da minha identidade travesti se constituem em meio às falhas na proteção do meu direito à vida urbana. A partir da análise de três narrativas minhas, demonstro como situações de opressão e, consequentemente, de sofrimento ocorrem devido a interpelações que recebo ao passar por espaços urbanos. Portanto, utilizo minhas próprias histórias cotidianas para denunciar facetas de uma
more » ... cetas de uma sociedade estruturada na cisnormatividade e na transfobia.</p>
doi:10.9771/peri.v1i8.23942 fatcat:rjikxmavt5gyzitryo6mprb4ee