CARACTERIZAÇÃO DE AGRAVOS CAUSADOS POR CÃES E GATOS A SERES HUMANOS NO MUNICÍPIO DE JABOTICABAL, SÃO PAULO, DURANTE O PERÍODO DE 2000 A 2009

Danila Fernanda Rodrigues Frias, Juliana Olivência Ramalho Nunes, Adolorata Aparecida Bianco Carvalho
2012 Archives of Veterinary Science  
A falta de controle adequado das populações de cães e gatos, aliada à irresponsabilidade dos seus donos, são fatores que favorecem as agressões por esses animais, gerando um grave problema de saúde publica. O objetivo deste estudo foi caracterizar os agravos causados por cães e gatos do Município de Jaboticabal, no período de 2000 a 2009, visando demonstrar a importância do controle das agressões para redução do risco de transmissão da raiva e do número de profilaxias pós-exposição. Trata-se de
more » ... osição. Trata-se de um estudo descritivo retrospectivo onde foram analisadas 3972 das 4149 fichas de atendimentos antirrábicos humanos no período. A espécie que mais provocou agravos foi a canina. A condição clínica "sadio" do animal no momento da agressão foi declarada em 81,8% das fichas; em 81,1% dos casos essa condição se manteve durante todo o período de observação. A maioria dos agravos foram mordeduras, nas mãos e/ou nos pés, com ferimentos múltiplos e superficiais. O número de agravos foi muito elevado, por isso é importante que estratégias para redução sejam implementadas por meio de ações de promoção à saúde, atividades educativas e fortalecimento dos serviços integrados de médicos e veterinários, para que a decisão de se instituir a profilaxia antirrábica pós-exposição seja tomada com critério e segurança.
doi:10.5380/avs.v17i3.24824 fatcat:qhmr432hzvavppkyonefhuilty