Los jóvenes y los medios: convergentes, involucrados, sociales y rurbanos

Matias Centeno, Lucia Cornejo, Mariela Guiroga Gil
2015 Revista Interamericana de Comunicação Midiática  
Resumo A ligação entre a juventude, meios de comunicação e tecnologias geralmente ocorre muitas vezes estereotipados e focadas em como as tecnologias estão prejudicando as gerações futuras, em vez de ajuda-las, promovendo a configuração de seres espalhados, atolados em um mundo digital que rejeita o contato interpessoal, despreocupado e, portanto, pouco conectado com as questões locais ou nacionais. Uma pesquisa recente em uma província no centro da Argentina esclarece alguns destes
more » ... destes pressupostos: longe de mostrar um jovem isolado nel mondo digital, o estudo mostra indivíduos e grupos que efetivamente priorizan o recreativo e social, ao mesmo tempo que eles estão preocupados com o mundo ao seu redor e se envolver em deliberação pública, explorando modalidades presenciais e virtuais, sinergicamente. Ao mesmo tempo, o contexto de acesso, consumo e interação se constitui como um espaço híbrido e fluido: primeira, pesquisa visualiza a coexistência de diferentes meios de comunicação em uma única galáxia que é alimentada com informações de diferentes gêneros, formatos e fundos; e em segundo lugar, as fronteiras entre rural e urbano são 148 borradas, sendo que foram observadas pequenas diferenças entre os jovens que vivem nas mais e menos áreas povoadas. Palavras-chave: Juventude. Meios. TIC. Abstract The link between youth, media and technologies usually occurs stereotyped and focused on how technologies are harming future generations, instead of helping, setting scattered people, mired in a digital world that rejects interpersonal contact, carefree and therefore, poor connected with local or national concerns. A recent research in central Argentina clarifies some of these assumptions: far from showing a youth isolated in digital, the study shows individuals and groups effectively prioritize the recreational and social at the same time they are concerned about the world around them and engage in multiple forms in public deliberation, exploring physical and virtual modalities, synergistically. At the same time, the context of access, consumption and interaction are constituted as a hybrid and fluid space: at first, research allows to visualize the coexistence of different media frameworks in a single galaxy that is fed with information from different genres, formats and backgrounds; and secondly, the boundaries between rural and urban are blurred, because was founded minor differences between young people living in the most and least populated areas. Resumen El vínculo entre jóvenes, medios y tecnologías suele presentarse a menudo esteriotipado y enfocado hacia cómo las tecnologías están perjudicando a las nuevas generaciones, en lugar de ayudarlas, promoviendo la configuración de seres dispersos, sumidos en un mundo digital que desestima el contacto interpersonal, despreocupados y, por ende, poco conectados con las problemáticas locales o nacionales. Un relevamiento reciente en una provincia del centro de la Argentina permite clarificar algunos de estos supuestos: lejos de mostrar a un joven aislado en lo digital, el estudio muestra a individuos y colectivos que efectivamente priorizan lo recreativo y social pero al mismo tiempo están preocupados por el mundo que los rodea y se involucran de múltiples formas en la deliberación pública, explorando modalidades virtuales y presenciales, sinérgicamente. Al mismo tiempo, el contexto de acceso, consumo e interacción se constituye como un espacio híbrido y fluido: por un lado la investigación permite visualizar la coexistencia de diversos medios de
doi:10.5902/2175497719211 fatcat:zgeupzw6vbea7ithwz46wun3fq