não deve dar a palavra aos amigos... assim não é justo! representações das crianças sobre o gestor da palavra na comunidade de investigação filosófica

Ana Isabel Santos, Magda Costa Carvalho
2017 Childhood & Philosophy  
não deve dar a palavra aos amigos... assim não é justo! representações das crianças sobre o gestor da palavra na comunidade de investigação filosófica 1 ana isabel santos 2 universidade dos açores/nica, -portugal magda costa carvalho 3 universidade dos açores/nica -portugal resumo O presente artigo tem como objetivo a apresentação e discussão das representações das crianças acerca do papel do Gestor da Palavra (GP). Trata-se de um recurso concebido e desenvolvido no âmbito de sessões de
more » ... sessões de Filosofia para Crianças, de acordo com a metodologia da comunidade de investigação filosófica (community of philosophical inquiry) de Matthew Lipman (2003) e de Ann Margaret Sharp (1987. Designamos como "Gestor da Palavra" o membro da comunidade de investigação responsável por escolher, durante o diálogo, quem fala e quando fala. Surge como uma estratégia para envolver ativamente as crianças nos procedimentos da sessão e a sua importância estende-se até às dimensões pedagógica e filosófica da comunidade de investigação. Adotou-se como metodologia o estudo de um caso exploratório, recorrendo-se a um questionário para realizar o levantamento das formas de pensar das crianças. Da análise de conteúdo do questionário, emergiram três subcategorias na definição daquilo que o GP deve e não deve fazer: cognitiva, ética e social. Destas, é a dimensão ética aquela que revela maior incidência de respostas, com implicações para dimensões fundamentais da Filosofia para Crianças como sejam a promoção do caring thinking (LIPMAN, 2003) e a conceção de autoridade na comunidade de investigação. Assim, o artigo divide-se em cinco secções: a Filosofia para Crianças como área científica e como programa curricular, com incidência no conceito de "comunidade de investigação filosófica"; o GP no âmbito da comunidade de investigação; a metodologia do estudo; a apresentação dos resultados e a sua discussão. palavras-chave: filosofia para crianças; gestor da palavra; comunidade de investigação filosófica; poder; autonomia. you should not give your friends the word ... that's not fair! representations of children on the word manager in the philosophical research community abstract The present article focuses on presenting and debating the representations of children on their role as Word-Managers (WM). This resource was created and developed in the scope of the Philosophy for Children sessions, according to the methodology of the community of 1 As autoras agradecem aos membros das comunidades de investigação filosófica com os quais trabalharam durante a recolha de dados para o presente artigo. Todos os dados recolhidos para esta investigação foram tratados de forma confidencial, para proteção da privacidade das crianças envolvidas. As autoras agradecem, ainda, ao Professor Eugenio Echeverría pelo incentivo dado a esta investigação e pela leitura atenta da primeira versão do manuscrito. 2
doi:10.12957/childphilo.2017.27317 fatcat:dspf43vdnrbtbb53k4novnhhfe