As redes sociais de apoio para o Aleitamento Materno: uma pesquisa-ação

Valeska Cahú Fonseca da Nóbrega, Ricardo Henrique Vieira de Melo, Aracelli Laise Tavares Mendonça Diniz, Rosana Lúcia Alves de Vilar
2019 Saúde em Debate  
RESUMO As redes sociais podem ser consideradas teias de relações estabelecidas entre as pessoas, e suas consequências, nos comportamentos individuais e coletivos. Os estudos sobre redes de apoio contribuem para desvendar a compreensão sobre as interações sociais, a formação de vínculos, as trocas e as reciprocidades, que fazem circular os bens simbólicos e materiais essenciais à constituição de laços sociais, capazes de fortalecer as práticas cotidianas. O presente artigo teve como objetivo
more » ... e como objetivo analisar as redes sociais de apoio ao Aleitamento Materno e desenvolver ações para seu fortalecimento. Trata-se de uma pesquisa-ação desenvolvida em quatro fases: exploratória, de planejamento, de ação e de avaliação. Os dados foram coletados por entrevistas, diário de campo e grupo focal. Foram examinados pela técnica de análise temática de conteúdo. Os resultados, interpretados a partir de aportes sociológicos da teoria das redes sociais e da teoria da dádiva, revelaram que a família nuclear possui uma relação muito forte com as nutrizes, destacando o parceiro e a mãe como integrantes mais influentes na rede social destas. As ações educativas realizadas constituíram três tipos de atividades, que se complementaram: as visitas domiciliares, as rodas de conversa e a interação de um grupo virtual. As conclusões afirmam a importância da rede de apoio para a prática do Aleitamento Materno, envolvendo relações de reciprocidades positivas, gerando sentimentos de reconhecimento, solidariedade e satisfação.
doi:10.1590/0103-1104201912111 fatcat:dm3up3ip7jdu5kspqwfdutqp4i