Tumores dermóides e epidermóides intra-espinhas

Oscar Fontenelle Filho, Francisco Duarte
1971 Arquivos de Neuro-Psiquiatria  
São relatados dois casos de tumores epidermóides e um de tumor dermóide, todos intrarraquianos. Este último era de localização epidural ao nível da coluna torácica (caso 3); os dois tumores epidermóides situavam-se na coluna tóraco-lombar (caso 1) e lombar (caso 2), respectivamente, sendo o primeiro intramedular e o segundo intradural. Em dois casos (casos 2 e 3) os tumores associavam-se a fístula dérmica congênita. Um paciente (caso 3) foi operado aos dois meses de idade; a descoberta do tumor
more » ... descoberta do tumor deveu-se à realização da raquimanometria que revelou bloqueio, apesar do paciente não apresentar qualquer sinal neurológico de compressão medular. Os autores são de opinião que, em presença de fístula dérmica congênita ao nível da coluna vertebral, principalmente quando localizada acima do segmento lombosacro, deve-se sempre suspeitar da possibilidade do tumor epidermóide ou dermóide intrarraquiano, mesmo na ausência de sinais neurológicos. A combinação de sintomas neurológicos de longa duração, a evidência radiológica de erosão e alargamento do canal raquiano e a história de fístula dérmica congênita proporcionaram o diagnóstico pré-operatório correto no caso 2.
doi:10.1590/s0004-282x1971000100003 pmid:5158713 fatcat:kkff2e3i75fupcd5vx245gf5gm