O erotismo citadino em Mário de Sá-Carneiro

Rafael Santana
2011 Metamorfoses - Revista de Estudos Literários Luso-Afro-Brasileiros  
Europa! Europa! Encapela-te dentro de mim, alastra-me da tua vibração, unge-me da minha época. (CL, p. 371) 1 Lugar construído com vistas ao comércio, à troca material e à troca de experiências, espaço marcadamente civil, onde se empregaria um constante exercício de sociabilidade, a cidade foi, ao longo da história, uma grande consumidora do imaginário humano. Habitando a cidade e, ao mesmo tempo, sendo por ela habitado, o homem acabaria por ampliar e por fortalecer os diversos significados
more » ... os significados possíveis para a esfera do ambiente urbano, compreendendo-o não apenas como um local de negociação e de produção, mas talvez -e sobretudo -como um espaço acentuadamente lúdico, ou seja, como um lugar propício à atividade criadora. Palco das representações sociais, onde os estranhos têm de aprender a conviver mutuamente em sua diferença e em seu quotidiano, a cidade torna-se o espelho no qual se refletem as relações entre as distintas camadas da vida em sociedade, transmitindo as imagens de um mundo assinalado pelo jogo das representações. Abrigando em seu corpo uma multidão de seres distintos e de classes distintas, a cidade vitoriana, da qual provêm as grandes metrópoles do século XX, tornar-se-ia o espaço onde se materializaria uma cultura centrada no indivíduo, destrutora de quase todos os laços e valores comunitários do sistema do Antigo Regime, pautados na noção da coletividade e da res publica. Lugar onde convivem, a um só tempo, o luxo, o glamour, a pompa, a moda, a miserabilidade, a doença, a promiscuidade e os diversos problemas ecológicos, o espaço cosmopolita é compreendido como um ambiente marcado pelas diferenças, no qual os indivíduos,
doi:10.35520/metamorfoses.2013.v12n0a21850 fatcat:cw4rljxjtjczjicbdntgggdfqq