Rancière e Laclau: democracia além do consenso e da ordem

Daniel de Mendonça, Roberto Vieira Junior
2014 Revista Brasileira de Ciência Política  
O presente texto apresenta uma leitura crítica sobre a democracia liberal a partir das teorias pós-estruturalistas propostas por Jacques Rancière e Ernesto Laclau. Parte-se da discussão sobre o conformismo com relação à democracia representativa liberal e da sua resistência em considerar a vontade popular em detrimento do estrito respeito à lei. Para ambos os autores, democracia não é um regime político com instituições definidas, mas, pelo contrário, é justamente um princípio de valorização da
more » ... o de valorização da vontade do demos. Nesse sentido, a democracia reside no momento em que as próprias instituições são postas em xeque a partir da construção de vontades coletivas, de discursos antagônicos que promovem o dissenso ou o deslocamento estrutural, segundo as visões, respectivamente, de Rancière e de Laclau.
doi:10.1590/s0103-33522014000100005 fatcat:sjbsnwakbvauzluapagip75jhm