Prevalência de parasitoses intestinais entre crianças de 4-12 anos no Crato, Estado do Ceará: um problema recorrente de saúde pública

Henrique Douglas Melo Coutinho, Izabel Alencar Barros Vasconcelos, José Wellington Oliveira, Francisco Rubens Filgueiras Cabral, Irwin Rose Alencar Menezes
2011 Acta Scientiarum: Health Sciences  
RESUMO. Nesse estudo, foi estimada a frequência de parasitoses intestinais em 383 crianças do bairro Pinto Madeira em Crato, Estado do Ceará. Os dados foram obtidos por meio de inquérito domiciliar e de exame coproparasitológico abrangendo residências com crianças de quatro a 12 anos, foram utilizados os métodos de Kato-Katzo e Faust. Foi identificada uma associação de parasitoses intestinais com saneamento, disponibilidade e manuseio da água, com prevalência de Ascaris lumbricoides dentre os
more » ... icoides dentre os helmintos e Entamoeba sp. dentre os protozoários. Os dados obtidos demonstraram ainda a que prevalência de helmintos e protozoários foi significativamente maior para as crianças do sexo masculino de 4-5 anos e feminino de 6-7, filhos de mães com menor escolaridade, residentes nos domicílios com piores condições de abastecimento d'água e menor condições de higiene corporal e saneamento básico. Estes resultados sugerem que investimentos em infraestrutura básica e a adoção de políticas voltadas para melhorar a educação familiar poderiam contribuir significativamente na redução da prevalência das parasitoses intestinais em crianças. Palavras-chave: doenças parasitárias intestinais, análise coproparasitológica, parasitologia. ABSTRACT. Prevalence of intestinal parasite infections among 4-to 12-year-old children in Crato, Ceará State. In this study, we estimated the frequency of intestinal parasites in 383 children in the Pinto Madeira neighborhood of Crato-Ceará State. A survey was conducted covering households with 4-to 12-year-old children, including interviews and coprological surveys using the Kato-Katz and Faust methods. An association was identified between intestinal parasitosis and sanitation, forms of use and availability of water. The prevalence of Ascaris lumbricoides and Entamoeba sp was demonstrated. The data also showed that the prevalence of helminths and protozoa was significantly higher for 4-to 5-year-old boys and 6-to 7-year-old girls, children of mothers with less education, living in households with poor conditions of water supply, hygiene and sanitation. These results suggest that investments in sanitary structure and the adoption of policies to improve family education could help significantly in reducing the prevalence of intestinal parasites in children.
doi:10.4025/actascihealthsci.v33i1.8539 fatcat:3rk5hykckvav5ltzygwmfkqbpe