Reestruturação produtiva e seu impacto nas relações de trabalho nos serviços públicos de saúde no Brasil

Maria Inês Carsalade Martins, Alex Molinaro
2013 Ciência & Saúde Coletiva  
Reestruturação produtiva e seu impacto nas relações de trabalho nos serviços públicos de saúde no Brasil Productive restructuring and its impact on labor relations in the public health services in Brazil Resumo A reestruturação dos sistemas produtivos e a globalização econômica vêm interferindo diretamente sobre os direitos sociais básicos dos trabalhadores. Em países semiperiféricos como o Brasil, onde a sociedade salarial e a consolidação dos direitos sociais não se implantaram de fato, este
more » ... aram de fato, este processo de mudança, nas formas e relações de trabalho, assume características particulares, acentuando-se a desigualdade na relação capitaltrabalho e dificultando o acesso ao emprego. Através de uma revisão crítica da produção científica sobre as mudanças no mundo do trabalho e seu impacto na organização e produção dos serviços de saúde no Brasil este artigo procurou mostrar a fragilidade da regulação do mercado de trabalho no Brasil, principalmente na área da saúde. Aponta a necessidade de ampliar a reflexão sobre novas formas de institucionalização das relações de trabalho, no sentido de garantir a equidade e o direito ao e no trabalho. Palavras-chave (Des)Regulação do trabalho no Brasil, Reforma administrava no setor saúde, Regulação do trabalho em saúde, Equidade no trabalho. Abstract The restructuring of productive systems and economic globalization are directly impacting the basic social rights of workers. In the semiperipheral countries such as Brazil, where the wage-based society and the consolidation of social rights are not completely implemented, this process of change in the world of labor contributes to aggravate the inequality in the capital-labor relationship and hampers access to employment. By means of a critical review of the scientific literature regarding changes in the world of labor and its impact on the organization and production of health services in Brazil, this article pinpoints the weakness of regulation of the labor market in Brazil, especially in the health sector. It also stresses the need to increase the debate on new forms of institutionalization of the labor relationship in order to ensure equity in the workplace and protect the rights to work and in the workplace. Key words (De)regulation of labor in Brazil, Administrative reform in the health sector, Regulation of work in health, Equity in the workplace
doi:10.1590/s1413-81232013001400018 pmid:23752533 fatcat:l3hio5hncjdjzay5hsd7lmww4m