Desempenho bioeconômico de sistemas intensivos de cria e de ciclo completo por meio de simulação

R.A.V. Santana, F.A. Barbosa, R.A. Mandarino, C.F. Lobo
2013 Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia  
Foram simulados quatro sistemas de produção de bovinos de corte a partir de dados zootécnicos e econômicos de uma fazenda de ciclo completo situada no município de Corinto, região central de Minas Gerais. Utilizou-se o programa de simulação bioeconômica Embrapec. Os sistemas simulados foram: ciclo completo com uso de cruzamento industrial (CompCRUZA), ciclo completo exclusivamente com zebuíno (CompZEBU), ciclo de cria com uso de cruzamento industrial (CriaCRUZA), ciclo de cria exclusivamente
more » ... a exclusivamente com zebuíno (CriaZEBU). No sistema com cruzamento industrial, os animais eram vendidos logo após a desmama, com oito meses (CriaCRUZA), ou abatidos aos 13 meses (CompCRUZA). No sistema com rebanho zebu, os animais eram também vendidos à desmama (CriaZEBU) ou abatidos aos 24 meses (CompZEBU). As bezerras foram recriadas, e uma parcela (15%), descartada para a venda. A quantidade de animais em um rebanho estabilizado foi 13,1% e 10,7% menor nos sistemas cruzados, completo e cria, respectivamente; porém a quantidade (kg) de carcaça vendida/ha (49,9 para CriaCRUZA e 118,1 para CompCRUZA) e a taxa de desfrute (24,4%) foram em média 15,3% maior que zebuínos. A taxa interna de retorno e o valor presente líquido foram superiores para os sistemas que adotaram o cruzamento de zebuínos com raças europeias, CriaCRUZA (17,2% e R$ 10.151.896,54) e CompCRUZA (18,9% e R$ 11.749.329,42). Quando comparados os sistemas de produção, os que utilizaram ciclo completo, o CompCRUZA (18,9% e R$ 11.749.329,42) e CompZEBU (16,2% e R$ 9.568.293,51), foram em média 18,7% maiores que os de cria, quando comparados com o mesmo grupo genético, CriaCRUZA (17,2% e R$ 10.151.896,54) e CriaZEBU (14,6% e R$ 7.955.230,38). Todos os sistemas de produção simulados foram economicamente viáveis, sendo que o sistema de produção CompCRUZA foi que apresentou maior viabilidade econômica e com melhores indicadores zootécnicos.
doi:10.1590/s0102-09352013000600027 fatcat:n6w43gynjrdjtdri2koiibpcwq