O real e as aparências na personagem rei Cláudio, no comando da coroa dinamarquesa, em Hamlet, de William Shakespeare

Adelson Oliveira Mendes, Thiago Martins Caldas Prado
2020 Miguilim  
Resumo A usurpação da coroa pelo rei Cláudio fez com que ele mesmo chegasse ao poder do reino na Dinamarca, entretanto é preciso entender como os bastidores da cena política da corte favoreceram tal ato. Tendo por referência a obra Gertrudes e Cláudio, de Updike, um romance que relê a peça Hamlet, de Shakespeare, foi realizado um estudo do ato usurpatório, das suas motivações e evoluções presentes na personagem Cláudio. A. C. Bradley atribui elogios à gestão do rei Cláudio. George Wilson Knight
more » ... eorge Wilson Knight assume sua defesa ao rei dinamarquês e, ainda, culpabiliza a loucura desenfreada do príncipe Hamlet. Rodrigo Lacerda também toma frente à crítica shakespeariana a favor do rei Cláudio e diz que o então rei faz um governo real, e não na ilusão do deveria. A usurpação, o fratricídio e a dualidade com seu sobrinho compõem a cena do rei Cláudio ao mesmo tempo em que o irmão sustenta, com maquinações maquiavélicas, os bastidores da corte. Abstract The usurpation of the crown by King Claudio brought him to the power of the kingdom in Denmark; however, it is necessary to understand how the backstage of the political scene of the court favored such an act. With reference to, the work Gertrudes and Claudius of Updike, a novel that re-plays Shakespeare's Hamlet, this paper studies the usurpatory act, its motivations and evolutions present in the character Claudius carried out. A. C. Bradley attributes praise to the management of King Claudius. George Wilson Knight assumes his defense to the Danish king and still applies the madness to Prince Hamlet. Rodrigo Lacerda, also takes on the shakespearean criticism in favor of the king Claudius and says that the then king, makes a real government and not in the illusion of the should. The usurpation, the fratricide and the duality with his nephew compose the scene of the king Claudius at the same time that it sustains, with Machiavellian machinations, the backstage of the court. Entradas para indexação PALAVRAS-CHAVE: Shakespeare. Maquiavel. rei Cláudio. Coroa.
doi:10.47295/mgren.v8i3.2146 fatcat:u5dhweysyraszkni2szssj4z4e