Reserva Extrativista Marinha de Soure, Pará, Brasil: Modo de Vida das Comunidades e Ameaças Ambientais

G.J.M. Lobato, A.C.C.T. Martins, F.C.A. Lucas, G.P. Morales, T.T. Rocha
2014 Biota Amazônia  
RESUMO: A Reserva Extrativista Marinha de Soure é uma Unidade de Conservação Federal que abriga populações tradicionais, as quais desenvolvem intensa relação com a natureza caracterizando seu modo de vida e consequentemente sua cultura. O trabalho objetivou apresentar o modo de vida das comunidades Vila do Pesqueiro, Comunidade do Caju-Úna e Povoado do Céu e informar acerca das ameaças ambientais constatadas na Reserva Extrativista Marinha de Soure, Pará, Brasil. Foram realizadas visitas
more » ... adas visitas técnicas que oportunizaram conversas informais com moradores, aplicação de questionários aos líderes comunitários e gestores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), além da obtenção de registros visuais das comunidades. Foram determinados in loco os parâmetros pH, temperatura, sólidos totais dissolvidos, condutividade elétrica, cor e turbidez em amostras de água coletada em cinco corpos hídricos visando uma avaliação preliminar da sua qualidade ambiental. O modo de vida das comunidades caracteriza-se por atividades extrativistas como pesca artesanal, catação de caranguejo e coleta, e cultivo de espécies vegetais. As ameaças ambientais identificadas foram a pesca e catação do caranguejo fora do defeso por extrativistas usuários, deficiências no recebimento do auxílio-defeso, construção de estradas e extração ilegal de areia das praias, resíduos sólidos na praia, e indícios de alteração da qualidade da água. Os recursos hídricos superficiais podem ser enquadrados legalmente como águas salobras, e as águas dos poços amazonas e nascentes como águas doces classe 2. Medidas estratégicas com vistas à conservação dos recursos naturais e culturais, e da integridade das populações tradicionais são imprescindíveis nesta Unidade de Conservação. Palavras-chave: Marajó, biodiversidade, populações tradicionais. ABSTRACT: The Navy Soure Extractive Reserve is a Federal Protected Area which houses traditional populations, which develop intense relationship with nature featuring their way of life and consequently their culture. The study aimed to present the way of life of the communities Fishing Village, Community Cashew-Úna and Village of Heaven and inform about the environmental hazards found in the Marine Extractive Reserve of Soure, Para, Brazil. Techniques visits oportunizaram informal conversations with residents were conducted questionnaires to community leaders and managers of the Chico Mendes Institute for Biodiversity Conservation (ICMBio), besides obtaining visual records of communities. Were determined in situ the parameters pH, temperature, total dissolved solids, electrical conductivity, color and turbidity in water samples collected in five water bodies seeking a preliminary assessment of its environmental quality. The way of life in communities characterized by extractive activities such as artisanal fishing, crab scavenging and gathering, and cultivation of plants. The identified environmental threats were fishing and scavenging crab outside closed by extractive users in receipt of disability allowance closures, road construction and illegal extraction of sand from the beaches, solid waste on the beach, and signs of alteration of water quality. The surface water resources can be legally classified as brackish waters, and the waters of the springs and dug wells as Class 2 freshwaters. Strategic measures aimed at the conservation of natural and cultural resources, and the integrity of traditional populations are indispensable for this Unit conservation.
doi:10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n4p66-74 fatcat:4s4gazqu4jhcnhphvgvcrrqsim