Depressão endogâmica e heterose de híbridos de populações F2 de milho no estado de São Paulo

Cristiani Santos Bernini, Maria Elisa Ayres Guidetti Zagatto Paterniani, Aildson Pereira Duarte, Paulo Boller Gallo, Paula de Souza Guimarães, Sara Regina Silvestrin Rovaris
2013 Bragantia  
A heterose e a depressão por endogamia são fenômenos complementares importantes nas estratégias de melhoramento, como para a obtenção de híbridos convencionais e melhoramento de populações. Este trabalho teve por objetivos avaliar híbridos de populações F2 de milho quanto aos caracteres agronômicos, estimar a heterose em relação à média dos pais e determinar a depressão endogâmica na obtenção das populações de genitores F2. Foram avaliados 10 híbridos de populações F2, cinco populações de
more » ... populações de genitores F2 e os respectivos híbridos comerciais (HC) quanto aos seguintes caracteres agronômicos: florescimento masculino (FM), altura de planta (AP), altura de espiga (AE) e massa de grãos (MG), em dois locais do estado de São Paulo, Mococa e Palmital, sob delineamento de blocos ao acaso. A estimativa de depressão por endogamia ao passar da geração F1 para F2 variou de 18,0% no HC12 a 48,1% no HC10, para MG. A heterose média em relação à média dos pais obtida para massa de grãos foi de 37,2%, representada pela elevada produtividade alcançada pelos híbridos de F2. Baseando-se nesses resultados foi possível evidenciar dois híbridos de populações F2 que apresentaram potencial produtivo, alta heterose média e populações F2 com potencial para extração de linhagens.
doi:10.1590/brag.2013.038 fatcat:u6papn46fnenxchoailn7dnd4m