DINÂMICA DA REGENERAÇÃO NATURAL EM TRÊS ESTÁGIOS SUCESSIONAIS DE UMA FLORESTA OMBRÓFILA DENSA EM BLUMENAU, SC

Lauri Amândio Schorn, Franklin Galvão
2006 FLORESTA  
Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a dinâmica da regeneração natural de indivíduos arbóreos e arborescentes em Floresta Ombrófila Densa Submontana, nos estágios sucessionais inicial, intermediário e avançado, no Parque Natural Nascentes do Garcia, no município de Blumenau, SC. Para isso, foram instaladas, em 2001, 20 unidades amostrais permanentes de 10 x 3 m em cada estágio sucessional, com o propósito de avaliar os indivíduos com circunferência à altura do peito inferior a
more » ... o peito inferior a 15 cm e altura superior a 50 cm. Circunscritas a essas unidades e em igual número, sub-unidades permanentes de 10 x 1 m foram alocadas para avaliar indivíduos com altura entre 10 e 50 cm. Todos os indivíduos amostrados foram identificados e tiveram suas alturas medidas. Em 2003, usando os mesmos critérios de inclusão, foi realizada uma nova mensuração, o que permitiu avaliar mortalidade e ingresso. Como resposta, verificou-se que a mortalidade, o ingresso, bem como a relação ingresso/mortalidade são maiores nos estágios iniciais e diminuem gradualmente com o desenvolvimento da vegetação. Entre os grupos ecológicos, de forma geral, as espécies pioneiras foram as que apresentaram maiores taxas de mortalidade em relação aos ingressos. As espécies clímax tolerantes à sombra mostraram um dinamismo progressivo do estágio inicial para o avançado. No estágio inicial, os maiores ingressos foram de espécies clímax exigentes em luz, ao passo que nos estágios intermediário e avançado as espécies clímax tolerantes à sombra apresentaram os maiores ingressos.
doi:10.5380/rf.v36i1.5508 fatcat:qgcqsm2kirh4zabtco74jtvaja