Luzia-Homem e Maria Moura: algumas considerações a respeito de personagens femininos em dois romances brasileiros

Paula Santos, Saulo Thimóteo
2019 Revista Leitura  
Resumo Este trabalho está voltado à Literatura Comparada entre os romances Luzia-Homem (1903), de Domingos Olímpio, e Memorial de Maria Moura (1992), de Rachel de Queiroz. A análise volta-se aos artifícios empregados pelos romancistas na elaboração dos personagens femininos. Esses foram eleitos como objeto de estudo pelo fato de se oporem ao padrão de comportamento da sociedade de fim do século XVIII e início do XIX; além de não se permitirem viver uma relação amorosa. Refletimos, ainda, sobre
more » ... imos, ainda, sobre a Literatura ser capaz de retratar os conflitos vividos por uma coletividade em determinado espaço e tempo, podendo, assim, servir como meio comparativo. Abstract This paper is focused on the Comparative Literature between the novels Luzia-Homem (1903), by Domingos Olímpio, and Memorial de Maria Moura (1992), by Rachel de Queiroz. The analysis focus on the artifices applied by the novelists in the elaboration of the female characters. These were chose as the object of study because they contrasted with the standard behavior of the late 18th and early 19th century societies; furthermore, these characters did not allow themselves to engage in a romantic relationship. We also reflect on the literature's capacity to portray the conflicts of a collectivity in a specific space and time, thus allowing the use of this literature as a means of comparison.
doi:10.28998/2317-9945.2019n63p221-235 fatcat:u6huzbp4ibevrexvvn3ie266au