Análise florística das pteridófitas do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, Rio de Janeiro, Brasil

Marcelo Guerra Santos, Lana da Silva Sylvestre, Dorothy Sue Dunn de Araujo
2004 Acta Botânica Brasílica  
O Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, localizado no norte do Estado do Rio de Janeiro, abrange os municípios de Macaé, Carapebus e Quissamã. Foram registradas para a área de estudo 12 famílias com 21 gêneros e 32 espécies. As famílias encontradas foram Blechnaceae, Cyatheaceae, Davalliaceae, Dennstaedtiaceae, Dryopteridaceae, Gleicheniaceae, Lycopodiaceae, Polypodiaceae, Pteridaceae, Salviniaceae, Schizaeaceae e Thelypteridaceae. Dessas, as mais representativas em número de espécies
more » ... ro de espécies foram Polypodiaceae (5 spp.) e Pteridaceae (5 spp.). Os gêneros com maior número de espécies foram Nephrolepis, Polypodium e Thelypteris. Das 32 espécies registradas, 23 são ervas terrestres, três são ervas epífitas, três ervas aquáticas, duas arborescentes e uma erva hemiepífita. A maior riqueza de espécies e famílias foi registrada para a formação de mata periodicamente inundada e a menor, para a formação arbustiva fechada de pós-praia. Há baixa similaridade entre a flora pteridofítica de diferentes áreas de restingas analisadas e entre as restingas e a mata atlântica. Blechnum serrulatum e Polypodium triseriale são espécies de ocorrência comum em áreas de restingas. Das 32 espécies inventariadas, 17 possuem usos atribuídos (medicinais, ornamentais e comestíveis).
doi:10.1590/s0102-33062004000200007 fatcat:grni2nthezhxzleek36cogolzu