Tambores de mortos? Sobre um estudo etnográfico da democracia em Ihéus, a antropologia feita em casa e a falácia do apelo à crença

Filipe Verde
2010 Anuário Antropológico  
doi:10.4000/aa.853 fatcat:tf5mlyvybrajzaumoubiyqjuze