A influência do Soft Power na Internacionalização dos Produtos Culturais Brasileiros: Uma Proposta de Framework

Alexandre Rabêlo Neto Neto, José Milton De Sousa Filho
2016 Internext: Revista Eletrônica de Negócios Internacionais  
<p>A cultura tornou-se um dos setores de mais rápido crescimento nas economias pós-industriais. Conhecer o seu funcionamento, além de ampliar o seu desempenho como um fator de ingresso para a economia, nos permitirá agregar a melhoria de condições de vida como parte da mesma estratégia, favorecendo a criação endógena, melhor organização do processo produtivo e acesso aos bens culturais. Internacionalizar significa considerar diferentes níveis de relacionamento e de realização de negócios, desde
more » ... de negócios, desde a compra e venda de produtos e serviços (comércio exterior) até o investimento em ativos em outros países (investimento direto e investimento de carteira). Desse modo, pode-se incluir nessa discussão o soft power (poder brando) com a finalidade de proporcionar ao país uma possível estratégia de internacionalização, no que se refere aos produtos culturais. O objetivo principal do estudo é analisar a influência do soft power como variável moderadora na internacionalização de produtos culturais brasileiros. Percebe-se que o desenvolvimento de modelos explicativos sobre a internacionalização dos produtos culturais brasileiros é pouco explorado. Portanto, a proposta de framework aqui apresentada, relaciona as variáveis "made in", preferência e internacionalização do produto cultural brasileiro, tendo como variável moderadora o soft power, objetivando oportunizar novas discussões sobre o assunto, além de possibilitar sua aplicação para futuros estudos.</p>
doi:10.18568/1980-4865.11137-48 fatcat:rwkiifpphvbwboinr4tqmoy2ki