Triazenos e atividade antibacteriana

Manfredo Hörner, Vinícius Feltrin Giglio, Aline Joana Rolina Wohlmuth Alves d Santos, André Bilibio Westphalen, Bernardo Almeida Iglesias, Paulo Roberto Martins, Carlos Henrique do Amaral, Tiago Mozaquatro Michelot, Luiz Gustavo Brenner Reetz, Cláudia de Mello Bertoncheli, Gustavo Luiz Paraginski, Rosmari Horner
2008 Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas  
Quinze compostos triazenos foram estudados quanto à atividade antibacteriana pela metodologia de microdiluição em caldo. A Concentração Inibitória Mínima (CIM) e a Concentração Bactericida Mínima (CBM) foram pesquisadas frente a três bactérias padrão (E. coli ATCC 25922, Staphylococcus aureus ATCC 25923, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853) e frente a cepas hospitalares (Acinetobacter baumannii, Acinetobacter lwoffii,
doi:10.1590/s1516-93322008000300014 fatcat:ei2qztu22jghvmamkovaoh2byi