Prevalência de anticorpos e fatores de risco associados à infecção por Toxoplasma gondii em galinhas domésticas da zona rural de Santa Maria, Rio Grande do Sul

Giovana Camillo, Marta E.A. Machado, Augusto Weber, Gustavo C. Cadore, Fernanda R. Menezes, Lais Pardini, Luis A. Sangioni, Fernanda S.F. Vogel
2018 Pesquisa Veterinária Brasileira  
RESUMO: Toxoplasma gondii é um protozoário apicomplexa que infecta animais de sangue quente, podendo ser considerado um dos principais parasitas capazes de infectar os seres humanos. Galinhas domésticas podem ser facilmente infectadas por protozoários, uma vez que estas podem ingerir oocistos encontrados no solo, sendo consideradas boas indicadoras de contaminação ambiental por T. gondii. O objetivo deste estudo foi determinar a presença de anticorpos anti-T. gondii em galinhas domésticas
more » ... as domésticas criadas extensivamente e avaliar os fatores de risco associados ao protozoário, na zona rural de Santa Maria, RS, Brasil. No período de março de 2013 a fevereiro 2014 foram coletadas 597 amostras de sangue de galinhas domésticas em 74 propriedades, oriundas de nove estratos que representam cada distrito da zona rural. Para avaliar os fatores de risco, nessas propriedades foi aplicado um questionário epidemiológico aos moradores. As amostras de soro foram testadas por imunofluorescência indireta, e 49,2% (294/597) foram positivas para anticorpos anti-T. gondii, com títulos variando de 16 a 4096. Das 74 propriedades analisadas, em 63 (85,1%) houve relatos que os gatos têm acesso ao deposito de alimentos, com associação significativa quando associado à presença de galinhas positivas (p=0,04) e o OR de 4,07. A variável "abate de animais" (aves e bovinos), em 51 (68,9%) das propriedades foi relatado o abate de bovinos e aves na propriedade, com valor de p significativo (p=0,05). A maioria das propriedades 59 (79,7%) foi relatada a presença de gatos domésticos, o que poderia estar associada com a alta soroprevalência encontrada em galinhas e a taxa de contaminação ambiental. A elevada prevalência de anticorpos encontrada neste estudo, além da alta frequência de propriedades com casos positivos, sugere uma grande contaminação ambiental nos distritos pesquisados, sendo assim um risco potencial para a saúde humana e animal.
doi:10.1590/1678-5150-pvb-5418 fatcat:f7upy6f2pvhbvmaa3xegjl5ima