Reorganização da agenda e do modelo de acesso em Unidade de Saúde da Família 24 horas

Roberta Santos Lima, Isabel Correia Brandão
2019 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade  
Problema: As longas filas e a dificuldade de atendimento nas Unidades de Saúde da Família (USF) são uma realidade conhecida no Brasil. O acesso avançado representa uma nova proposta de acolhimento e gestão da oferta de vagas para consultas. Neste contexto de dificuldade de acesso, foi inaugurada em março de 2016 em Recife, uma nova Unidade de Saúde da Família 24 horas. Após 6 meses de atendimento neste serviço, a equipe Alfa, nome fictício, sentia-se desmotivada pelas reclamações relativas à
more » ... ções relativas à dificuldade de acesso. Mobilizada pela insatisfação da população foi proposta uma intervenção para reorganização da oferta de vagas para consultas e do modelo de agendamento com base no acesso avançado. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de reorganização da agenda e da oferta de vagas para consultas; as mudanças do número e do tipo dos atendimentos da equipe após implantação deste novo modelo de acesso; e a percepção dos integrantes da equipe quanto à experiência. Métodos: A primeira etapa da iniciativa incluiu a identificação da viabilidade da intervenção a partir do cálculo da demanda diária de atendimentos. Em seguida, foi criado um novo modelo de agenda desenvolvido fora do e-SUS e que utilizava o Google® Drive e disponibilizados três tempos para as consultas: 5 minutos, 10 minutos e 20 minutos, denominadas respectivamente de rápida, intermediária e estendida. Resultados: No terceiro mês após a mudança foi observado o desaparecimento dos atendimentos classificados como urgência pelo antigo modelo, a ampliação de 65% no número de atendimentos da equipe Alfa com transformação do perfil de atendimento de 70% de consultas agendadas para 70% de consultas do dia. Conclusão: A experiência mostrou ser possível uma ampliação no acesso através do incremento no número de atendimentos a partir da reorganização da agenda baseada no modelo de acesso avançado.
doi:10.5712/rbmfc14(41)2021 fatcat:idtzlqznjrde5ly33w324zftfa