Tolerância de cultivares de mandioca aos herbicidas fomesafen e fluazifop-p-butil

Daniel Valadão Silva, José Barbosa dos Santos, Hellen Martins Silveira, Felipe Paolinelli de Carvalho, Manoel Delintro Castro Neto, Evander Alves Ferreira, Antonio Alberto Silva, Paulo Roberto Cecon
2011 Revista Brasileira de Herbicidas  
Resumo -São relatadas em diversos estudos variações na tolerância entre diferentes cultivares de mandioca a herbicidas. Objetivou-se nesse trabalho avaliar a tolerância de cinco cultivares de mandioca a aplicação em pós-emergência dos herbicidas fluazifop-p-butil e fomesafen isolados, e a mistura dos mesmos. Na primeira avaliação de intoxicação visual, aos 7 dias após a aplicação (DAA), foram constatados os sintomas mais visíveis de intoxicação das plantas de mandioca pela mistura dos
more » ... stura dos herbicidas, bem como quando aplicou-se fomesafen isolado. Ao final do período de avaliação (35 DAP), as plantas apresentavam redução dos sintomas provocados pelos herbicidas em razão da recuperação da folhagem pelas cultivares. A mistura mostrou-se de elevada toxicidade a cultura provocando reduções no acúmulo de matéria seca foliar, caulinar, da parte aérea, diâmetro do caule, área foliar e altura das plantas das cultivares. Apesar dos elevados índices de intoxicação pelo herbicida fomesafen, não foram observadas variações significativas no acúmulo de matéria seca pelas cultivares. Tratamentos à base de fluazifop-p-butil não foram tóxicos à cultura promovendo resultados semelhantes aos observados para testemunha. Não se constatou diferenças no nível de tolerância aos herbicidas estudados, entre os cultivares mandioca. Palavras -Chave: Manihot esculenta, crescimento, seletividade, controle químico. Abstract -Several studies report herbicide tolerance variations of same species with different genotypes. Thus, this study aimed to evaluate the tolerance of five cassava cultivars to the post-1 Recebido para publicação em 09/08/2011 e aceito e 23/10/2011. 2 Parte da dissertação de mestrado do primeiro autor defendida pelo Programa de Pós Graduação em Produção Vegetal da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Silva et al. 220 Rev. Bras. Herb., v.10, n.3, p.219-231, set./dez. 2011 emergence applications of fluazifop-p-butyl, fomesafen and the association of both products. In the first visual assessment of intoxication, the most visible symptoms in cassava plants of poisoning was observed at 7 days after application (DAA), caused by mixture treatment (fomesafen + fluzifop-p-butyl) and fomesafen isolated as well. At the end of the evaluation period (35 DAP), was observed reduction of intoxication signs and foliage recovery of all cassava cultivars tested. The mixture showed to be very toxic causing reductions in leaf dry matter, stem dry matter, shoots dry matter, stem diameter, leaf area and plant height. Despite a high rate of poisoning by the herbicide fomesafen, variations in dry matter accumulation was not observed Treatments based on fluazifop-p-butyl were not toxic to culture similar to plants of the check plots. There were no differences of tolerance level to herbicide treatments in the all cassava cultivars tested.
doi:10.7824/rbh.v10i3.125 fatcat:e76krjy2pnhwzcaxlistkwvyda