Associação do tempo de aleitamento materno exclusivo com dados sociodemográficos e clínicos de puérperas residentes em uma área de vulnerabilidade social

Melisse Paloschi, Jéssica Martinelli, Fernanda Scherer Adami, Paula Michele Lohmann, Ernanda Mezaroba, Bianca Coletti Schauren, Mileine Mussio Patussi
2020 Research, Society and Development  
O objetivo desta pesquisa foi relacionar a adequação do tempo de aleitamento materno exclusivo com indicadores clínicos e sociodemográficos de puérperas residentes em uma área de vulnerabilidade social em um município do interior do Rio Grande do Sul. O estudo caracterizou-se como analítico observacional, com delineamento transversal e de abordagem quantitativa. Participaram do estudo 81 puérperas, selecionadas por conveniência, que tinham filhos em acompanhamento nas consultas
more » ... as multiprofissionais de puericultura, em uma Unidade de Saúde da Família localizada em uma área de vulnerabilidade social, atendidas no período de junho a setembro de 2018. Utilizou-se o teste Exato de Fisher e os resultados foram considerados significativos a um nível de significância máximo de 5% (p≤0,05). Observou-se que a maioria das mulheres eram jovens, conviviam com o companheiro, cursaram apenas o ensino fundamental incompleto e apresentavam renda familiar bruta de até um salário mínimo. O parto predominante foi a cesariana, a maioria das crianças realizou um número adequado de consultas de puericultura, nasceram a termo, com peso ao nascer adequado e apresentaram tempo de aleitamento materno exclusivo inferior ao recomendado, sendo a média de 115,9 dias. Não observou-se associação significativa entre as variáveis estado civil, escolaridade, número de filhos, renda familiar bruta, tipo de parto, adequação do número e consultas de puericultura e classificação do peso ao nascer com a adequação do tempo de aleitamento materno exclusivo.
doi:10.33448/rsd-v9i9.7025 fatcat:xox2egdsdfan5dimq5xu56m7bi